Em 2017, a Mostra Novos Repertórios completa 10 anos, agora em nova versão, que alia a trajetória da Mostra e o cenário atual em um projeto potente e necessário, que pretende agregar artistas importantes (teatrais, de dança, ou performance) num só evento, que fomentará a divulgação local e nacional dos trabalhos, movimento que se faz urgente para a auto sustentação destas produções e para articular novos caminhos, rumos e parceiros.

novos-repertorios-em-cima

 

A coordenação e direção de produção da Mostra continuam sendo realizadas pela produtora Michele Menezes, idealizadora do projeto, mas a direção artística ficará a cargo da atriz, produtora e tradutora Giovana Soar (Companhia Brasileira de Teatro). Além disso, a NR contará com uma equipe de Curadores, formada por Fabio Kinas, Henrique Saidel, Laura Haddad e Nina Rosa Sá, que munidos de imparcialidade e conhecimento, apontarão as produções anuais mais alinhadas à proposta de montar um conjunto de obras aptas a difundir o trabalho dos artistas locais, na sua cidade e também para reposicionarem-se dentro do cenário das produções nacionais.

 

Nesta nova edição, a Novos Repertórios se desvincula do Festival de Curitiba e numa empreitada de carreira “solo” afirmará sua importância através da excelência de programação a partir dos mais recentes trabalhos teatrais realizados na cidade, e da necessidade que os mesmos possuem de se comunicar mais imperativamente com a cidade e seu público.

 

nr_programacao-2017A partir da reunião destes trabalhos artísticos, de uma curadoria que lhes dê respaldo, a presença da imprensa nacional, críticos, articulistas e formadores de opinião, além de programadores de festivais e espaços culturais do Brasil, a nova Mostra pretende articular esse encontro entre artistas, público, a cidade e os convidados, focando em de nossa capacitação artística e seus desdobramentos: poéticos, estéticos, políticos, sensíveis, formativos, etc.

 

A Mostra também realizará, além das apresentações dos trabalhos artísticos, a promoção de encontros, debates, oficinas, reflexões e trocas entre os artistas locais e artistas convidados. O registro das atividades é essencial para que não se perca a riqueza destes encontros, que será compartilhado através das redes sociais, site e blog, guardando assim o histórico completo do evento (com fotos, vídeos, depoimentos, artigos, etc).

 

 

 

Conheça como foram as edições passadas da Mostra Novos Repertórios

edicoes-novos-repertorios-subita-e-pro-cult